HNCK4005

O sucesso esmagador

“Estamos sempre à beira de se tornar grande ou perder tudo” (5)

Com o desenvolvimento de um sucesso rápido, frágil e cativante; cada dia mais, pessoas como Mark Zuckerberg, Mike Krieger, Jan Koum, Chad Hurley, Steve Chen, Jawed Karim, Larry Page, Sergey Brin e Elon Musk se tornam inspiração/modelo de sucesso a ser alcançado. Suas vidas são expostas de modo exemplar e romantizada o qual aparentemente tudo se desenha de modo empolgante e inspirador. Toda a luta, persistência, fracassos e demônios carregado por eles são misteriosamente ignorados; e formalizam um modo de ser desconexo entre a vida retratada e real.

 Esses sentimentos antagonistas depressão, desespero, ansiedade, inutilidade e perda são afetos que nesta lógica sinalizam fraqueza e vergonha. Valorizam-se proatividade, criatividade, iniciativa, bom humor, felicidade, enérgico e motivado;

 Um passo para descontruir essa realidade, há vários empreendedores divulgando em site e blogs, textos sobre os sentimentos e situações vividas por eles que retratam sentimentos como tristeza, ansiedade, depressão e tendências suicídias. Esse relatos começaram a surgir após o estarrecimento aos casos de suicídios como do Jody Sherman o criador da Ecomom (fornecia informações sobre produtos ecológicos para mães) que morreu aos 47 anos, após sua companhia falir. E do Ilya Zhitomirskiy, um dos quatro fundadores da rede social Diaspora (era para ser uma alternativa ao Facebook) morreu aos 22 anos.

Esse sucesso caracterizado pela cultura e mídia; são atualizados por nós. Adoecem os jovens e adultos. O filme “se enlouquecer não se apaixone”, mostra um exemplo do sucesso esmagador, confira o vídeo:

 

 

Tamires Mascarenhas
Psicologa CRP-16/3601
www.tamiresmascarenhas.com

 

Bibliografia: 

  1. http://link.estadao.com.br/noticias/geral,cofundador-do-anti-facebook-morre-aos-22,10000037377

  2. http://m.olhardigital.uol.com.br/noticia/a-historia-de-uma-startup-falida-e-o-suicidio-de-seu-fundador/33696

  3. https://www.linkedin.com/pulse/o-pre%C3%A7o-psicol%C3%B3gico-do-empreendedorismo-andr%C3%A9-bartholomeu-fernandes

  4. https://benhuh.com/2011/11/29/when-death-feels-like-a-good-option/

  5. http://seanpercival.com/2013/02/01/when-its-not-all-good-ask-for-help/

  6. http://www.inc.com/magazine/201309/jessica-bruder/psychological-price-of-entrepreneurship.html

  7. https://medium.com/copy-hacks/o-v%C3%ADrus-do-empreendedorismo-sem-sentido-est%C3%A1-acabando-com-voc%C3%AA-fd62c32690d#.sq7029uxx

 

 

foto1FullHDopt

Assessoria de Carreira: A Carreira Proteana

Assessoria de Carreira: A Carreira Proteana

A expressão Carreira passou por transformações, segundo Martins (2001) procede etimologicamente se origina do latim medieval via carraria, que significa estrada para carros. No século XIX teve um significado de trajetória profissional no qual se relacionava etapas, processos e progressos verticais; neste contexto esperava-se um profissional dedicado a uma empresa por anos, desenhando um homem num contexto de estabilidade e progressão vertical. Assim, portanto mensurava-se o sucesso do colaborador pela sua ascensão dentro da organização.

A partir do século XXI, temos uma abordagem diferente deste cenário que é influenciado pela globalização, desenvolvimento das tecnologias, acessibilidade ao conhecimento; desenha-se contornos menos firmes e mais flexíveis. No qual o profissional não necessariamente associa seu sucesso profissional com promoção de cargo ou estabilidade dentro de uma empresa. Mas, aponta para um progresso de conhecimento e de conquista de ingressar em outras empresas.

No final do século XX emerge um novo conceito de carreira chamada de ‘carreira proteana’ o qual expressa-se nas dimensões de familiar, profissional e pessoal. Conduzidos por autogerenciamento e direcionado para valores, ou seja, a pessoa caminha com autonomia nas suas escolhas e vai usar como fio condutor de si seus valores pessoais. Tendo como objetivo central o aprendizado (o sucesso psicológico e a expansão da identidade). Segue a baixo um quadro das características da carreira proteana (disponível aqui) pedi pra fazer colocar esse link na palavra aqui

foto2opt

A Quallity Psi em seu assessoramento de carreira profissional trabalha com esse conceito de carreira proteana, no qual sinaliza duas tendências importante: o trabalho passa a ter uma conotação para além de sustentabilidade, dever e honra; mas, baseia-se no prazer e desejo. A busca por autonomia e independência, ter para si sua própria vida.

O conceito tem críticas e sugestões de estudos, nos da Quallity Psi sempre buscamos estudos científicos voltados para carreira e para este conceito o qual adotamos como um princípio norteador de algumas ações.

Bibliografia:

BALASSIANO, Moisés; VENTURA, Elvira Cruvinel Ferreira; FONTES FILHO, Joaquim Rubens. Carreiras e cidades: existiria um melhor lugar para se fazer carreira?. Rev. adm. contemp.,  Curitiba ,  v. 8, n. 3, p. 99-116, Sept.  2004 .   Disponível aqui. Available from <>. access on  14  Mar.  2016.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-65552004000300006.

BORGES, Ludmila Ferreira Liberato; ANDRADE, Alexsandro Luiz de. Preditores da carreira proteana: um estudo com universitários. Rev. bras. orientac. prof,  São Paulo ,  v. 15, n. 2, p. 153-163, dez.  2014 .   Disponível aqui. acessos em  14  mar.  2016.

MARTINS, H. T. Gestão de carreiras na era do conhecimento: abordagem conceitual e resultados de pesquisa. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001.