Mestres da Psicologia: Pierre Janet

b8e7bf d49ee6a5172c47e392a3f86af3694fd2 617x375 - Mestres da Psicologia: Pierre Janet

Post in: tamiresmascarenhas.com

     Pierre Marie Félix Janet nasceu em Paris no dia  30 de maio de 1859 e faleceu em 27 fevereiro 1947. foi um psicólogo, psiquiatra e neurologista francês que fez importantes contribuições para o estudo moderno das desordens mentais e emocionais envolvendo ansiedade, fobias e outros comportamentos anormais.

     O pai de Janet era editor do Código de jurisprudência Dalloz, mas o membro da família importante foi o tio Paul, professor de filosofia na Sorbonne, que desempenhou um papel determinante na vocação de seu sobrinho. Em 1879, Janet conseguiu entrar na Ecole Normale Supérieure (da mesma geração do Durckheim, um ano depois de Bergson). Formou-se em filosofia em 1882, ensinou durante alguns meses na escola em Châteauroux antes de ser nomeado em fevereiro 1883 para o Havre. Ele permaneceu lá até 1889 e, em busca de assunto para a sua tese em filosofia, visitou os serviços de médicos Powilewicz Gibert e onde conheceu seus primeiros pacientes, Léonie, Marie-Rose e Lucie. De 30 de Novembro de 1885, relatou suas primeiras experiências em hipnose e sonambulismo em uma nota apresentada por seu tio para a Sociedade de Psicologia Fisiológica. Charcot presidiu a sessão e descobriu o nome de Pierre Janet.

     Em 21 de junho de 1889, Janet apresentou sua tese de filosofia sobre Automatisme psychelogique. Nomeado em Paris, dois meses mais tarde participou do Primeiro Congresso Internacional de Hipnotismo e em novembro começou seus estudos de medicina, atendendo serviços J. Falret de Séglas. Criou para ele o laboratório de psicologia experimental no Salpêtrière e dirigiu sua tese “Contribution a l’étude des accidenta mentaux des hystériques”, 29 de julho de 1893.

      Em 15 de agosto Charcot morreu e foi sucedido por Fulgence Raymond e manteve seu posto para Janet, mas quando ele morreu em 1910. Janet começou a ter problemas com Joseph Jules Déjerine, começou a se interessar mais pela psicologia experimental. Continuou a ensinar filosofia no Colégio Rollin em seguida foi para o Liceo Condorcet, que deixou em 1897 pelo departamento de psicologia experimental na Sorbonne.

     Ele se aposentou em 1935, embora continuasse a exercer a medicina até 1942 e deu palestras sobre o hospital Sainte-Anne. Morreu de repente em Paris em 27 de Fevereiro de 1947, tendo dividido a sua existência entre múltiplas atividades de ensino e pesquisa.

     Janet entrou diversos desacordo com Freud. No Congresso Internacional de Medicina em Londres, em 1913, Janet bateu doutrinas psicanalíticas, particularmente no que diz respeito ao simbolismo dos sonhos e da origem sexual da neurose. Há vinte e cinco anos mais tarde, o filho de Janet, Edouard Pichon, tentou organizar em Viena uma reunião entre os dois homens, Freud se recusou a encontrar seu velho adversário.

     Em relação as obras, infelizmente não encontrei uma lista citando os escritos, achei dois sites buscabiografias e histoiredelafolie que citam as obras dele, as iguais nas duas listas estão em negrito.

> Site Busca Biografias:

1886 Malebranche et les esprits animaux. Introduction à Malebranche: De la recherche de la vérité.
1889 L’automatisme psychologique: Essai de psychologie expérimentale sur les formes inférieures de l’activité humaine.
1889 Baco verulamius alchemicis philosophis quid debuerit.
1893 Etat mental des hystériques: Les stigmates mentaux.
1894 Les accidents mentaux des hystériques.
1896 Résumé historique des études sur le sentiment de la personnalité.
1896 Manuel de philosophie du baccalauréat de l’enseignement secondaire classique.
1898 Névrose et idées fixes (I).
1901 Le sommeil et des états hypnoïdes.
1919 Nécrologie de Th. Ribot.

> Histoire de la folie:

— Les obsessions et la psychasthénie. 1903. 2 vol.
— De l’angoisse à l’extase.
— Etat mental des hystériques. Les stigmates mentaux. 1894.
— L’automatisme psychologique. 1889.
— Le sentiment de dépersonnalisation. Article paru dans le « Journal de psychologie normale et pathologique », (Paris), cinquième année, 1908, pp.514-516.
— Les Médications psychologiques. 1925.
— L’état mental des hystériques. 1911. — Réédition : Avant propos de Michel Collée. Préface de Henri Faure. Marseille, Laffitte Reprints, 1983.
— La psycho-analyse. Partie 1 – Les souvenirs traumatiques. Article parut dans le « Journal de psychologie normale et pathologique », (Paris). 3 parties.
— Un cas de possession et l’exorcisme moderne. 1. — Un cas de possession. — 2. Les rêveries subconscientes. — 3. Explication du délire et traitement. Par Pierre Janet. 1898.
— Une extatique. Conférence faite à l’Institut Psychologique international. Bulletin de l’Institut Psychologique International, 1ère Année – n°5. – Juillet-Août-Septembre 1901, pp. 209-240.
— Dépersonnalisation et possession chez un psychasthénique. Article parut dans le « Journal de Psychologie normale et pathologique », (Paris), Ire année, 1904, pp. 28-37. (en collaboration avec Raymond).

 Referencias:

 http://www.buscabiografias.com/biografia/verDetalle/3148/Pierre%20Janet

http://www.histoiredelafolie.fr/psychiatrie-neurologie/les-delires-dinfluence-et-les-sentiments-sociaux-1-lhallucination-dans-le-delire-de-persecution-par-pierre-janet-1932

 http://www.psicomundo.org/otros/janet.htm

2 Comments

    Ana

    wikipédia.com

      admin

      não olha as referências!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.